sobre

O Jardim Miriam Arte Clube é um espaço cultural na zona sul de São Paulo, criado em 2004 pela artista plástica Mônica Nador. O JAMAC tem como objetivo central construir processos de formação que estimulem encontros entre arte e vida, estética e política. O espaço acolhe atividades como oficinas, exibições, rodas de conversa e aulas abertas, sempre com foco em diversidade, formação para a cidadania e direito à cidade e memória.

O JAMAC conta com três frentes de atuação: escola, que abrange projetos que privilegiam a reflexão, o diálogo, a troca de experiências e conhecimentos acerca de temáticas variadas do cotidiano, tratadas sempre por diferentes perspectivas; cinema, que visa fomentar a formação, produção e difusão audiovisual na zona sul de São Paulo, formando produtores culturais capazes de gerir seus próprios projetos dentro de suas realidades, dando ênfase em conteúdo e formato criativo tendo com referência a linguagem cinematográfica; fábrica, constituída como um ateliê de estamparia com foco em geração de renda para o projeto e para a população local, promovendo a capacitação de jovens e adultos nas técnicas de serigrafia e estêncil.

Acho que a arte pode sim ser uma via de liberdade – mas não só a arte, qualquer área profissional. E o JAMAC é um espaço pra isso, para criar um espaço de liberdade.

Mônica Nador (idealizadora do Jamac)

Ainda hoje o espaço é um importante centro de acolhimento da produção artística cultural da região e, desta maneira, promove o acesso de muitos jovens e adultos no circuito de produção artística. As ações do JAMAC estimularam também o florescimento de diversas iniciativas culturais no território, organizadas por grupos da região e que hoje atuam em parceria com o projeto. Atua, assim, como um importante agenciador de debates sobre políticas públicas para a cultura na zona Sul de São Paulo.